Viajar sozinho: 9 dicas para se organizar!

Atualizado: Mar 11


Se você não conheceu alguém especial, vai viajar a negócios ou simplesmente precisa de um "tempo sozinho", viajar sozinho pode ser totalmente diferente de ir com um amigo. Em vez de ficar em casa porque você tem medo de viajar sozinho, essas dicas para viagens solo podem dar o impulso de confiança que você procura!


1. Fique em algum lugar com muitas classificações positivas


Viajar sozinho pode fazer você se sentir mais vulnerável em um lugar desconhecido. Antes de reservar um lugar para ficar, faça uma pequena pesquisa e fique apenas em um hotel ou estabelecimento do Airbnb com várias críticas positivas. Essas avaliações fornecerão uma boa idéia do que esperar do host, do bairro e se outros inquilinos podem compartilhar a propriedade com você.

Não sei se por ser antissocial ou por ter transtorno de ansiedade mas nem passa pela minha cabeça dividir um quarto com desconhecido. Mas se você não tem essas características e o local é bem avaliado dá para economizar uma boa grana!


2. Fique em algum lugar com acesso Wi-Fi gratuito


Dependendo da época do ano em que você viaja, pode escurecer cedo, o que significa que você provavelmente não vai querer ficar pela rua explorando o tempo que desejar até altas horas. Se você vai passar muito tempo no seu hotel, fique em um lugar com Wi-Fi gratuito. Você pode usar esse tempo em uma chamada de vídeo com sua família e amigos(ok, com seus cachorros também) em casa para relatar suas aventuras do dia.

E você também pode usar seu wi-fi para ver filmes, responder a e-mails e navegar na web. Alguns hotéis disponibilizam computadores gratuitamente em seus lobbies que servem como mais uma forma de usar o Wi-Fi, por exemplo, para fazer upload das fotos da sua câmera.


3. Conheça outros viajantes


Outra maneira de acabar com a monotonia das viagens individuais é conhecer outros viajantes. Sua conversa não precisa terminar quando você pousa e desce do avião. De fato, dois ótimos recursos que podem ajudá-lo a se conectar com outros viajantes e até mesmo locais são o Couchsurfing (semelhante ao Airbnb, você se hospeda no ‘sofá’ da pessoa), que permite que você fique com proprietários locais, onde também poderá conhecer outros viajantes.


Como já disse anteriormente, passo a dica mas ainda não consigo me ver fazendo isso. Ainda não tive coragem nem de ficar em Homestay de intercâmbio! Acabo conhecendo o pessoal que trabalha no hotel mesmo,rs.


E independentemente de onde você fica quando viaja, também pode usar o Meetup para encontrar eventos e atividades locais que estão acontecendo na cidade. Você pode sair em um determinado café ou até mesmo participar de um festival local que não é mencionado em nenhum guia. Existem muitas oportunidades em cada cidade, portanto, verifique isso antes de chegar.


Esse tipo de coisa já acho legal pois muitos desses eventos podem ser profissionais e já valem pelo conhecimento adquirido , mesmo se quiser ser antissocial,rs.

4. Relaxe enquanto você come


As refeições também podem ser um bom momento para relaxar e ser você mesmo. Sim, você pode iniciar uma conversa com o garçom ou o barman, mas sua refeição também pode ser uma boa hora para sentar e refletir.

Talvez você use esse tempo para planejar o resto do dia, acompanhar os e-mails se o local tiver Wi-Fi gratuito ou ler um livro.


Se você não quiser parecer deslocado, considere visitar um café onde o ambiente casual atrai muitas pessoas e grupos que também procuram descanso.

Se você quiser mais privacidade, escolha um restaurante. Qualquer mesa pode fornecer o anonimato que você procura, e a comida e a atmosfera podem ser mais agradáveis ​​do que uma lanchonete.



5. Comece o seu dia cedo


Se a idéia de conhecer bares e ir a boates sozinho não parecer atraente, seja madrugador. Existem muitas oportunidades para passear sozinho e estar completamente seguro ao visitar uma cidade grande e movimentada. Acordar cedo também facilita evitar as multidões em atrações populares quando as famílias e os dorminhocos saem do hotel durante o dia.


Esse é outro item do faça o que eu falo mas não faça o que eu faço. Meu sonho é conseguir acordar cedo, quando consigo me sinto uma zumbi e não aproveito direito as atrações( meus remédios de ansiedade não colaboram e juntam com a preguiça...) . Para quem também não consegue não se atrasar ainda tem um lado bom, sempre tem aquela última vaguinha sobrando pra quem está sozinho, mesmo quando está cheio( na fila volta e meia alguém grita se alguém está sozinho, você até fica orgulhoso,rs).


6. Faça algo que você normalmente não faria com outras pessoas


Ao viajar sozinho, você pode hesitar em tentar coisas novas, caso elas não saiam conforme o esperado e você não tenha alguém ao seu lado. Em vez disso, pode ser um momento para tentar algo que outras pessoas na sua viagem normal não fariam. Por exemplo, você passa o dia inteiro em um museu de arte quando preferiria estar na praia ou vice-versa. Talvez haja algo que você possa fazer sozinho e que não possa fazer se trouxer as crianças.

Fui ver “O Fantasma da Ópera“ na Broadway sozinha , queria conhecer a Broadway mas ninguém se animava.

Essa viagem também pode ser uma excelente oportunidade para riscar um item da sua checklist.


7. Tire muitas fotos


Com smartphones e pontos de acesso Wi-Fi gratuitos quase universais, é mais fácil do que nunca tirar fotos de todas as visitas. Ao compartilhar instantaneamente suas fotos nas mídias sociais, é quase como se seus amigos e pessoas queridas estivessem na sua viagem, pois eles podem saborear quase todos os momentos em tempo real.


Embora você possa usar, um bastão de selfie, não é necessário. Sempre temos inveja de ver novos lugares que não podemos visitar no momento.


8. Deixe uma cópia do seu itinerário de viagem com amigos e familiares


Faça um favor a seus amigos e familiares e envie-lhes uma cópia do seu itinerário que inclua horários de voo, reservas de hotel e talvez até uma idéia aproximada de sua agenda de passeios.


9. Faça uma lista de suas informações de contato de emergência


Esta dica final é uma boa idéia para todos os viajantes. Faça uma lista de suas informações de contato de emergência que sejam prontamente acessíveis. A lista pode incluir suas próprias informações de contato pessoais, o nome de um contato de emergência em casa e quaisquer outros números de telefone pertinentes que você possa precisar.


Por exemplo, você pode incluir o número gratuito da empresa do cartão de crédito, caso o seu cartão seja roubado ou você precise ativar os benefícios da proteção de viagem se seus planos forem interrompidos.

© 2019 por Viagens da Júlia. Blog pessoal criado com Wix.com

  • Selo-ABBV-Blog-Associado-200-px
  • b-facebook
  • Instagram Black Round