© 2019 por Viagens da Júlia. Blog pessoal criado com Wix.com

  • Selo-ABBV-Blog-Associado-200-px
  • b-facebook
  • Instagram Black Round

O que fazer em Lisboa

Updated: Feb 2

Dia 1

No primeiro dia, chegamos de trem vindos de Faro, região do Algarve, na estação de Santo Apolônio . Pegamos um outro trem interno para uma estação mais próxima do hotel , como não saímos do terminal , não pagamos a mais por isso. Ao chegar lá , resolvemos pegar um táxi. Os taxi são carros de marcas ‘chiques’ mas são todos bem antigos. Pelo que me falaram, quem anda de Uber em Portugal são os turistas, os portugueses mesmo não curtem muito.

Como não estávamos muito longe da estação a corrida deu em torno de 10 euros e valeu a pena.

Ficamos no Hotel Ibis Lisboa Liberdade mas que na verdade não fica nessa avenida famosa mas ,sim, próximo. Optamos pelo hotel para podermos usar nossas milhas .

À noite saímos à procura de algo aberto que não fosse nenhuma fortuna e tivesse ‘comida portuguesa ‘ para jantarmos e encontramos o Bar Derbi, bem estilo botequim carioca : simples, tradicional, comida boa e funcionários gente boa.

Depois disso, voltamos a pé pela Avenida Liberdade com suas lojas caríssimas e fomos dormir.

Minha Linha do Tempo

Chegamos em um dia , ficamos mais 3 inteiros e fomos embora no 5 em maio de 2018. Dia 2

No segundo e terceiro dias pegamos Hop on Hop off. Ficamos em um hotel próximo a Avenida Liberdade, não era o lugar mais barato mas era bem localizado e dava para ir a pé para vários lugares ou rapidinho se chegava no Hop on Hop off (ônibus turísticos que existem de diversas empresas). O único problema é que era no alto de uma ladeira ,mas quase tudo na cidade era assim, então não tinha muito para onde fugir. Como tínhamos milhas ainda ganhamos desconto.

Começamos nosso tour na Praça Marques de Pombal (compramos o ingresso lá mesmo) que dava para ir a pé do hotel, duas das 3 rotas passavam por lá. E todas as empresas tem ponto por ali então podia escolher a que achasse melhor.

Resolvemos fazer meio que um tour panorâmico (sem parar) para conhecermos um pouco da cidade toda através das 3 linhas do tour e depois escolher onde iríamos parar.

Fizemos as 3 linhas ( no site atualmente não aparece a verde que é feita com micro-ônibus) durante dois dias - tickets de 48 horas.


Fonte : City-sightseeing Lisboa

Abaixo fiz uma galeria com um resumo das fotos que tirei, ao longo desse dia , pela cidade.

3 dia

Novamente pegamos o ônibus turístico mas outra linha, a linha Azul. Essa linha segue na direção leste da cidade, principalmente.

Fonte : City-sightseeing Lisboa

Criei mais uma galeria, só que com fotos desse terceiro dia de viagem.

4 dia

Nesse dia, aproveitamos para andar a pé pelas famosas ladeiras de pedras portuguesas, e não poderíamos deixar de escorregar é claro - muito cuidado, é sério!

Fomos em direção ao Mercado de Campo de Ourique, um Mercado menos badalado mas muito interessante e com menos movimento, o que prefiro porque fica mais fácil de sentar e etc. No caminho passamos pela Casa Fernando Pessoa - que no momento se encontra fechada para reformas- , com muitos poemas escritos em sua fachada.



Também por ali,próximo ao Jardim da Estrela, no Campo do Ourique encontramos um monumento que homenageia um velho conhecido dos brasileiros : Pedro Álvares Cabral.

Fonte: Júlia Almeida

Na nossa volta para o hotel encontramos esse lugar, que até agora estou em dúvida se estava escrito em português mesmo,rs.

Fonte : Júlia Almeida

Na parte da noite, marcamos de nos encontrar com parentes nossos que moram em Lisboa e e que nos sugeriram jantar em lugar bem típico chamado "O Forninho Saloio", quase que escondido em uma viela próxima à Avenida Liberdade. Como é bem pequeno e famoso, a sugestão é reservar uma mesa antes! Realmente estava tudo muito gostoso, fica a dica !

Fonte: Júlia Almeida

5 dia

No nosso último dia na cidade - nossa próxima parada seria Sintra com um carro alugado que só devolveríamos no Porto - aproveitamos para comprar algumas lembrancinhas na Praça Eduardo VII que era bem próxima ao hotel e tirar mais algumas fotos.

Fonte: Júlia Almeida

Fonte: Júlia Almeida

Pensamos em almoçar novamente no Forninho Saloio mas infelizmente estava fechado - dependendo do horário, muitos estabelecimentos estão fechados - . Tivemos que andar bastante até encontrar um que estava quase fechando, desses que só tem uma portinha - vi que lá tem muitos assim, estilo centro do Rio - mas conseguimos e valeu a pena! O nome do restaurante é Flor de São José tem o preço legal e comidinha boa.

Fonte: Júlia Almeida

O próprio hotel nos ajudou com as operadoras de aluguel de carro, falando onde ficavam as mais próximas ,as que talvez tivesse desconto, algumas você tem que entregar novamente em Lisboa e etc. Preferimos não alugar pela internet por esses detalhes, pois queríamos pegar em Lisboa e devolver no Porto e também queríamos ver o carro ao vivo -se tinha avaria e etc. Acabamos ganhando um upgrade de carro e não tivemos nenhum problema com ele não, pagamos por uma opção que o pedágio era debitado através do aparelhinho colado no vidro ( que nem o do Brasil) , para evitar stress e baixamos no celular uma versão offline de GPS.

E assim partimos para Sintra!


Blog De Viagem | Viagens da Júlia


Veja também:

Óbidos : a melhor Vila de Portugal?

30 fotos épicas que você precisa tirar antes dos 30

Primavera

Roteiro de 12 dias em Portugal

Meu Pai é o ser mais enjoado do mundo! E o melhor também .