Dublin : entre duendes e trevos de quatro-folhas

Entre meu emprego atual e o anterior resolvi tirar uns dias de descanso e escolhi a Irlanda como destino. Quando opto por ficar mais dias em uma mesma cidade e estou viajando sozinha gosto de fazer intercâmbio . Escolhi fazer em uma escola que já havia feito em Londres( com isso nem contratei agência!) mas agora em Dublin.


O nome da escola, caso alguém se interesse, é Frances King . É o tipo de escola para quem realmente quer fazer curso para aprender, não só para passear. Achei muito boa, tanto que fiz duas vezes , é daquelas mais tradicionais ,não tão modernas mas os professores te falam bastante da cultura local, tem sempre programação 'cultural' com os alunos , na Irlanda inclusive tinha alunos brasileiros meio que 'monitores' para te auxiliarem com qualquer problema. Fiz por apenas duas semanas mas não me arrependo.

Preferi ao invés de Homestay ficar em um hotel Ibis mais afastado (em um lugar meio Barra da Tijuca de distante e de povoado) mas que era bem mais em conta e eu poderia usar minhas amadas milhas e ganhar algumas outras.

Fonte : Júlia Almeida

Como toda segunda estou falando de uma capital , resolvi falar de uma que é de um dos países que mais me encantou até hoje e que ontem comemorou o St. Patrick's day .

Lá eles não pertencem ao Reino Unido e muito menos gostam da Inglaterra(não confundam com a Irlanda do Norte) mas atualmente são bem da paz, só não gostam de falar sobre religião e sobre ela. São basicamente praticamente todos ruivos e muitos simpáticos (imagine vários Ed Sheerans- ah lá eu estereotipando ,aff) . Não vi quem não amasse a cerveja Guiness e não bebesse muuuito(apesar que não pode sair na rua com bebidas) até as velhinhas. Me pareceu um país de terceiro mundo que flerta com o primeiro. O país tem dois idiomas oficiais o Gaélico e o Inglês , mas pouca gente sabe falar esse primeiro (eles mesmos dizem que só os ricos) apesar de ter em todas as placas por exemplo, em Dublin.

Não sabia, mas a cidade é simplesmente lotada de brasileiros que moram lá. Acho que por ser amigável e de mais baixo custo em relação a outros lugares na Europa,talvez. Além de ser próxima a lugares lindos. Inclusive algumas das excursões que fiz, indicadas pela escola, foram por uma empresa formada por 'guias' brasileiros ( e basicamente turistas também), ou seja, tudo em português brasileiro. Na Europa isso é bem raro de se encontrar....

Fonte : Júlia Almeida

Para conhecer a cidade peguei meu amado Hop On Hop Off que tinha uma parada bem próxima a minha escola (que era quase ao lado da famosa Trinity College) e aproveitei para visitar os locais mais longes. Lugares mais próximos fui visitando com calma ao longo dos dias, depois das aulas, que eram pela manhã.



Separei fotos de alguns dos lugares que passei na cidade. Ainda não tem voo direto do Brasil para lá mas super recomendo a viagem!

Ahh para quem não sabe lá é terra do U2,Oscar Wilde e James Joyce ;)




Blog De Viagem | Viagens da Júlia

© 2019 por Viagens da Júlia. Blog pessoal criado com Wix.com

  • Selo-ABBV-Blog-Associado-200-px
  • b-facebook
  • Instagram Black Round